Apicultor de Jarinu perde colmeias para agrotóxicos

5 mil quilos de mel deixarão de ser produzidos

Com o olhar entristecido o apicultor jarinuense, Marcos Roberto dos Santos, conta o que sentiu ao levantar e ver parte das colmeias, que levaram anos para serem construídas, perdidas para o produtor rural.

“Não é fácil. Foram três anos de cuidado e atenção com as abelhas para – no dia que você tem a esperança de começar a trabalhar com elas, vê tudo perdido”, disse com os olhos marejados.

Para o apicultor o uso de defensivos agrícolas pode ter sido o causador da morte das abelhas. “Não tenho certeza, mas depois que o Governo liberou o uso de agrotóxicos e que começaram a usar, nas lavouras, minhas abelhas começaram a morrer. Nesta Primavera deixaremos de produzir cinco mil quilos de mel devido a essa perda”, disse Marcos Roberto.

Marcos Roberto destacou, também, que pedirá uma verificação em laboratório para constatar a causa da morte das abelhas. “Não podemos deixar quieto. Vou atrás, porque é o meu ganho pão e da minha família. Peço que todos tenham consciência sobre o que estão fazendo para – no futuro – não termos prejuízos maiores”, finalizou.