29 questões sobre Febre Amarela que você precisa saber

PERGUNTAS E RESPOSTAS FEBRE AMARELA

1 – Pode haver problema se a pessoa tomar a vacina e logo depois ingerir álcool ?

Não. Não há problema de associação de álcool com a vacina.

2 – Quem toma a vacina pode tomar qualquer tipo de medicamento depois. E se tomar remédio controlado? Tem alguma restrição. E os remédios que contem ácido acetilsalicílico , tipo as e aspirina?

Não há nenhum problema de interação medicamentosa entre a vacina e outros medicamentos, qualquer que seja o medicamento.

3 – É preciso evitar fazer movimentos bruscos com o braço depois da vacinação?

Não deve haver nenhuma preocupação com movimentação brusca após a vacinação.

4 – Uma pessoa sabe que há oito anos ela tomou algumas vacinas, mas não se lembra se entre elas está a de febre amarela. Ela pode se vacinar novamente?

Na dúvida, a recomendação é para se vacinar.

5 – Que tipo de reação a vacina pode provocar? Dor de cabeça, mal estar, ou outras?

Pode haver reações no local da injeção, com febre e mal estar. Mas esses efeitos são raros.

6 – A doença se chama febre amarela por que quem a contrai fica obrigatoriamente com icterícia?

A icterícia é uma coloração amarelada que aparece na pele e nos olhos, que é uma característica da doença. Mas temos que lembrar que existem formas muito leves da doença que não chegam a formar a icterícia. Já a febre sim, essa acontece em todas as situações.

7 – A vacina não pode ser tomada por pessoas com baixa imunidade. Isso quer dizer que quem esteve doente há pouco tempo não pode tomar?

A vacina não é recomendável para pessoas que estão com baixa imunidade. Para quem esteve doente, depende de avaliação médica.

8 – E como avaliar quem tem ou não baixa imunidade? O que acontece se uma pessoa com baixa imunidade tomar a vacina?

Imunidade é quando a pessoa cuja defesa do organismo está em baixa. Mas geralmente as pessoas têm diagnostico por parte dos médicos que a acompanham. São aquelas pessoas que estão em tratamento de câncer, por exemplo, que estão tomando drogas imunosupressoras como corticóides com dosagens elevadas, algumas situações de portadores de HIV em que estejam com imunosupressão.

9 – Gestante pode tomar a vacina?

Não, há contra indicação para a vacinação em gestante.

10 – Quem está tentando engravidar pode tomar a vacina?

Não sendo indicada a vacina para gestantes, quem está tentando engravidar já pode estar grávida e, assim, não pode tomar a vacina nesse período.

11 – Existe alguma relação entre o retorno da febre amarela com o aquecimento global? O aumento de temperatura e uma maior freqüência de chuvas não podem acelerar o processo de reprodução do mosquito e provocar epizootias?

Nesse momento, não se pode culpar o aquecimento global pelo que está acontecendo no Brasil. Mas, quando há aumento de temperatura, aumenta consequentemente a quantidade de chuvas e isso tem influência no aumento da população dos mosquitos, que são os vetores da doença.

12 – Retornando de um município em estado de alerta, a pessoa deve ficar atenta a quais sintomas?

Se ela não está vacinada é preciso verificar se aparece febre, dor de cabeça, dor no corpo, dor abdominal. Nessa situação, procurar um serviço de saúde.

13 – Em quanto tempo sai o resultado de um exame para a identificação do vírus no sangue?

Esse exame é muito especifico e complexo, leva no mínimo 15 dias por conta da técnica que é usada para o isolamento do vírus. Mas tem um outro exame que é a sorologia, e esse é rápido, ficando pronto em 48 horas.

14 – A doença passa de pessoa para pessoa?

Não. Não existe transmissão de pessoa a pessoa. A doença é sempre transmitida pelo mosquito contaminado.

15 – Existe a necessidade de algum jejum (de comida ou mesmo bebida alcoólica) para tomar a vacina?

Não há qualquer recomendação nesse sentido.

16 – A vacina provoca reações adversas?

Sim, assim como qualquer vacina ou medicamento, pode causar eventos adversos como febre, dor local, dor de cabeça, dor no corpo.

17 – Se a pessoa perdeu o cartão de vacinação, ela pode ir ao posto se vacinar?

Sim.

18 – Os hospitais também estão vacinando?

Depende da organização dos serviços em cada município e em cada cidade. Em alguns hospitais há salas de vacinas. Mas geralmente as salas de vacinas estão nas unidades básicas de saúde da família.

19 – Hipertensão e diabetes restringem a vacinação?

Nessas condições citadas não existem contraindicações para a vacinação.

20 – Quem não pode tomar a vacina?

  • Pessoas com imunossupressão secundária à doença ou terapias.
  • Transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia.
  • Pessoas que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina.
  • Pessoas com reação alérgica grave ao ovo.
  • Pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma).
  • Gestantes
  • Mulheres amamentando crianças até 6 meses de idade
  • Pacientes com Doença de Addison
  • Paciente com Lupus Eritematoso Sistêmico, artrite reumatoide e outras doeças auto imunes.

21 – Quais medicações contra indicam a administração da vacina?

Medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe), corticoides em doses elevadas.

22 – Além do Aedes aegypti, outro mosquito transmite a febre amarela? Ele também se reproduz da mesma forma que o da dengue, ou seja, em água parada? Como podemos prevenir a reprodução do mosquito?

O aedes aegypti é o transmissor da febre amarela nas cidades. Mas a febre amarela que temos hoje no Brasil é a de transmissão silvestre, transmitidas pelos vetores silvestres chamados haemagogus e sabethes. Prevenir esse mosquito é impossível porque faz parte da natureza e são seres silvestres. A reprodução desses mosquitos está mais ligada ao ambiente silvestre.

23 – Qual é a chance, em porcentagem, de uma pessoa contaminada morrer?

A chance é muito elevada se a gente considerar as formas graves da doença, que pode chegar até 100%. Mas se a gente considerar que a febre amarela tem varias formas de apresentação clinica, esse índice se reduz, essa letalidade se reduz a uns 10%.

24 – O que devem fazer as pessoas que não podem se vacinar (grávidas, alergia a ovo etc)?

Reforçar o uso de repelentes e telas em portas e janelas, uso de mosquiteiros e roupas que cubram a maior área possível do corpo (calças e mangas compridas).

25 – Como fica a situação das crianças entre seis e oito meses?

Os dados epidemiológicos apontam que não há notificação de casos nessa faixa etária, portanto, não se deve realizar vacinação nesta faixa etária.

26- Recém-nascidos também podem tomar a vacina de febre amarela?

Não, Apenas a partir dos seis meses de idade nas áreas de risco.

27 – Pessoas que farão viagens internacionais e não tomaram vacina antecipadamente podem ser impedidas de viajar por não estar em dia com a vacina?

Sim. Se o país para o qual ele se dirige exige a vacinação. Nem todos exigem essa vacinação. A publicação é feita anualmente na pagina da OMS e também na Anvisa. Nem todos os países exigem, mas se você não está com a vacina em dia, você corre o risco de voltar sim.

28 – Como se caracteriza uma epidemia de febre amarela? Quantas pessoas com a doença precisam ser identificadas?

A epidemia não se restringe a uma área. Considera-se epidemia quando a doença atinge uma grande parte de municípios, de um estado, outras áreas territoriais e às vezes até de outros estados.

29 – Quem já vacinou, em algum momento da vida, precisa se vacinar novamente?

Não! De acordo com a Organização Mundial da Saúde, quem já foi vacinado não precisa tomar outra dose.

Informações (11) 4016-5917 ou 4016-8100

Secretaria de Saúde de Jarinu

Departamento de Vigilância Epidemiológica

Estratégia de Saúde da Família

,

UBS´s e Ambulatório Central vacinam contra Febre Amarela

As Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF/UBS), dos bairros Maracanã, Campo Largo, Nova Trieste e Vila Primavera, além do Ambulatório Central (antigo Pronto Socorro), continuam vacinando contra Febre Amarela, durante a semana.

De acordo com o Departamento Epidemiológico o município faz parte da área ampliada para os casos de febre amarela, isso significa que a cidade está próxima de áreas onde já existem casos da doença, além de ter um caso de macaco morto pelo vírus.

A Secretaria de Saúde informou, também que, até 26 de outubro foram aplicadas 12.876 doses da Vacina, e 25 macacos foram encontrados e encaminhados para análise, sendo apenas 1 caso positivo para o vírus em Animal Primata Não Humano, nesse caso o macaco foi encontrado no bairro Pitangal.

Desde o dia 29 de Abril a equipe de Saúde tem vacinado os moradores através de Campanhas ou diretamente nas Unidades Básicas. “É importante ressaltar que o macaco não transmite o vírus para o humano, e sim o mosquito. O macaco é apenas o vetor indicando que o vírus esta no local. É importante tomar a dose da vacina”, disse Antenor Gomes Gonçalves, secretário de Saúde.

Mais informações poderão ser encontradas no endereço eletrônico (www.jarinu.sp.gov.br), ou ligando para (11) 4016-8100 e 4016-5917

LOCAIS E HORÁRIOS DE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA.

►ESF Vila Primavera – de segunda a sexta-feira -> das 08h30 às 11h30 (50 senhas) e das 13h às 16h (50 senhas)

►ESF Maracanã – de segunda a sexta-feira -> das 08h às 11h e das 13h às 15h (livre demanda)

►ESF Nova Trieste – de segunda a sexta-feira -> das 08h às 11h e das 13h às 15h – com exceção de 26/10 que a Unidade atenderá exclusivamente aplicações de Febre Amarela devido a demanda.

►ESF Campo Largo – de quarta e quinta-feira das 13h às 16h. Caso existam grupos de 6 pessoas em outros dias da semana a vacina será aplicada, para não perder as doses do fraco, que são 10.

►Ambulatório Central – de segunda a sexta-feira das 08h30 às 11h e das 13h às 15h

A DOSE é ÚNICA. Quem já tomou não precisa tomar a segunda dose de acordo com o Ministério da Saúde, através de boletim divulgado em Abril de 2017, com estudos feitos pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

, , ,

Unidades de Saúde de Jarinu realizam conscientização sobre o Câncer de Mama

De encontro com o Outubro Rosa, mês escolhido para conscientizar a população para o Câncer de Mama, a Secretaria Municipal de Saúde, com a parceria das equipes de Estratégia de Saúde da Família visam sensibilizar a população, tanto homens quanto mulheres, para a importância da prevenção e tratamento contra o câncer de mama.

Em Jarinu as Unidades Básicas de Saúde dos bairros realizam palestras de conscientização. Na UBS Campo Largo as atividades ocorreram no dia 23 com Orientação sobre o câncer de mama e alongamento. A UBS do Maracanã acolheu a população para orientação no dia 24, e do bairro Nova Trieste no dia 26.

Na segunda-feira, dia 30, é a vez da UBS da Vila Primavera, em dois horários, às 08h30 e às 09h30, realizar as atividades. E na terça-feira, dia 31, o Ambulatório Central promoverá encontro às 13h.

As atividades oferecidas estimulam e conscientizam sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, preservando a integridade e a saúde da mulher e do homem. Segundo o Instituto do Câncer, em 2016 57.960 novos casos foram detectados. Já o número de mortes, em 2013, foi de 14.388 sendo 181 homens e 14.206 mulheres.

O Câncer de Mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.

Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

O que é o Outubro Rosa

O Outubro Rosa é comemorado todos os anos no mundo inteiro. O nome da campanha refere-se à cor rosa do laço que simboliza mundialmente a luta das mulheres contra o câncer de mama estimulando a participação da população e das unidades de saúde no combate à doença.

Como é possível descobrir a doença cedo?

Por meio da realização de alguns exames, principalmente do exame clínico das mamas e da mamografia. Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve realizar o exame clínico das mamas e mamografia anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia mesmo que não tenha sintomas. O risco de câncer de mama aumenta com a idade e o diagnóstico precoce aumenta a chance de cura do câncer de mama.

O que é o exame clínico das mamas?

É o exame em que o médico ou enfermeiro observa e apalpa as mamas de sua paciente na busca de nódulos ou outras alterações.

 

Fonte: Ministério da Saúde – Instituto Nacional do Câncer (INCA)

 

, ,

10 questões sobre Febre Amarela

1) Quem pode tomar a Vacina Febre Amarela?

Resposta: Indivíduos ainda não vacinados – Crianças a partir dos nove meses de idade até 59 anos de idade, após essa idade com triagem (para verificar se não há contra indicação)

2) Quem não pode tomar a vacina?

Resposta: Mulher que esteja amamentando criança até 6 meses de idade, gestante, pessoas com comorbidades: Imunossupressão (quimioterapia, radioterapia, corticoides com dose de 2mg /dia para crianças e acima de 20 mg/dia para adultos por tempo superior a 14 dias, Infectados pelo vírus HIV. Em uso de medicações, antimetabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença ( Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe)Transplantado e paciente em tratamento oncológico, paciente com história pregressa de doença do timo, Lúpus, doença de Addison, artrite reumatóide. História de reação alérgica grave após ingestão de ovo, ocorrida nas primeiras 2 horas e doença febril.

3) Existem alguns riscos após tomar à vacina?

Resposta: Os sintomas mais relatados do 5º ao 10º dia são leves e desaparecem espontaneamente. estes incluem; cefaleia, mialgia e febre.outros eventos cerca de 1 a 10%, são: dor, eritema, febre alta , náusea, mialgia. Eventos adversos muito raros: reação de hipersensibilidade, reação anafilática, doença viscerotrópica.

4) Eu tomo remédio, posso tomar a vacina?

Resposta: Depende do remédio, da doença , (sempre fazemos triagem);

5) Quanto tempo demora a imunização após ser vacinado?

Resposta: Os anticorpos aparecem entre 1 a 2 semanas após a vacinação, atingindo nível máximo  3 a 4 semanas depois;

6) Uma pessoa pode transmitir a doença para outra?

Resposta: Não

7) Por que tem que fazer o agendamento para tomar a vacina? Não posso ir qualquer horário?

Resposta: O frasco de vacina tem 10 doses, para não haver perdas agendamos.

8) Quem não reside em Jarinu mas esta por aqui, precisa tomar a vacina?

Resposta: Precisa , porque o vírus está na região ( gênero Flavivírus);

9) Quais documentos precisa levar?

Resposta:  Carteira de Vacinas ( se tiver) , ou qualquer documento de identificação;

10) Eu perdi a caderneta de vacinação. Como faço? 

Resposta: Se perdeu a carteira de vacinas, fazemos outra.

INFORMAÇÕES (11) 4016-8100

Locais de Vacinação com agendamento

ESF´s dos bairros Campo Largo, Maracanã, Vila Primavera e Nova Trieste

Local de vacinação com entrega de senha

Ambulatório Central – rua João Pessoa, 560 – Jardim Saúde.

, , ,

Ambulatório Central abrirá no sábado (21) para vacinação contra Febre Amarela

Não é necessário agendamento para quem comparecer no sábado.

A Secretaria Municipal de Saúde de Jarinu, através do Departamento de Vigilância Epidemiológica e da Equipe de Vacinação, realizará neste sábado, dia 21, mais uma etapa da Campanha de vacinação contra Febre Amarela, no Ambulatório Central, das 08h às 17h. É necessário levar a carteira de vacinação e documentos pessoais. Não precisa de agendamento.

De acordo com Antenor Gomes Gonçalves, secretário de Saúde de Jarinu, devido aos casos positivos de Febre Amarela em Primatas Não Humanos (PHN), na região “devemos ampliar a vacinação a toda população para evitar que casos sejam confirmados em Jarinu”. O Secretário destacou, também, que “não há casos de Febre Amarela no município, apenas na região. O que temos que fazer é nos prevenir o quanto antes”.

Em Jarinu a prevenção vem sendo feita desde Abril quando os moradores da zona rural, a pedidos da Secretaria Estadual, através da Divisão Regional de Saúde, solicitou o acompanhamento. “Mesmo sem termos o foco da Febre Amarela já estamos vacinando. Iniciamos nossa campanha em Abril”, finalizou Antenor Gonçalves, secretário de Saúde.

QUEM PODE VACINAR?

Todas as pessoas que não receberam a vacinação deverão procurar a Unidade de Saúde mais próxima de casa. A vacina é recomendada a partir de 9 meses de idade; pessoas com mais de 60 anos precisam de uma avaliação antes de receber a vacina contra febre amarela. A vacinação é contra indicada em gestantes, mães amamentando crianças até 6 meses de idade, reação alérgica grave a ovo, doenças prévias (comorbidades) e em tratamentos específicos. Para o sábado não é necessário agendamento.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

A população deverá procurar a sala de vacinas mais próxima de sua residência para fazer o agendamento da vacinação, levar carteira de vacina e um documento de identificação.

A vacina contra Febre Amarela está disponível nas ESF dos bairros Maracanã, Nova Trieste, Campo Largo, USF Primavera e Ambulatório Central (Antiga UMS, rua João Pessoa, 560), de segunda a sexta-feira.

CAMPANHA CONTRA FEBRE AMARELA

A Secretaria de Saúde, juntamente com a equipe de Vigilância Epidemiológica estão vacinando nos dias 21 de outubro e 11 de novembro, sábados, nas salas de vacinação do Ambulatório Central (antiga UMS), que ficará aberto das 08h às 17h00, para vacinas contra Febre Amarela.

DADOS

De Maio a Setembro foram vacinados 5149 pessoas. Somente no mês de outubro 950 doses já foram aplicadas. Ainda não foi encontrado nenhum caso de Febre Amarela em Jarinu. Os quatro macacos encontrados foram enviados para análise no Instituto Adolfo Lutz.

Desde o dia 18/10 até 31/10 o Ambulatório Central (antiga UMS) realizará à vacina de Febre Amarela em adultos sem agendamentos, sob entrega de senhas das 08h às 11h e das 13h às 15h. A vacina em crianças continuará sendo realizado na sala de vacina. Pacientes dos bairros Nova Trieste, Maracanã, Campo Largo e Vila Primavera, deverão se dirigir à UBS do bairro de referência.

Nota de esclarecimento 20/10 às 14h36 – > Nota Esclarecimento – Febre Amarela

Informações: (11) 4016-8114

, ,

Jarinu retoma imunização contra Febre Amarela

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica retomou, desde a última segunda-feira, dia 09 de outubro, a vacinação contra Febre Amarela, para todos, mas principalmente para os moradores de área urbana, sendo que em Maio já ocorreu a vacinação para quem mora na área rural.

De acordo com Antenor Gomes Gonçalves, secretário de Saúde de Jarinu, devido aos casos positivos de Febre Amarela em Primatas Não Humanos (PHN), na região “devemos ampliar a vacinação a toda população para evitar que casos sejam confirmados em Jarinu”. O Secretário destacou, também, que “não há casos de Febre Amarela no município, apenas na região. O que temos que fazer é nos prevenir”.

QUEM PODE VACINAR?

Todas as pessoas que não receberam a vacinação deverão procurar a Unidade de Saúde mais próxima de casa. A vacina é recomendada a partir de 9 meses de idade; pessoas com mais de 60 anos precisam de uma avaliação antes de receber a vacina contra febre amarela. A vacinação é contra indicada em gestantes, mães amamentando crianças até 6 meses de idade, reação alérgica grave a ovo, doenças prévias (comorbidades) e em tratamentos específicos.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

A população deverá procurar a sala de vacinas mais próxima de sua residência para fazer o agendamento da vacinação, levar carteira de vacina e caso não possua, levar um documento de identificação.

A vacina contra Febre Amarela está disponível nas ESF dos bairros Maracanã, Nova Trieste, Campo Largo, USF Primavera e Ambulatório Central (Antiga UMS) de segunda a sexta-feira.

CAMPANHA CONTRA FEBRE AMARELA

A Secretaria de Saúde, juntamente com a equipe de Vigilância Epidemiológica estão vacinando nos dias 21 de outubro e 11 de novembro, sábados, nas salas de vacinação do Ambulatório Central (antiga UMS), que ficará aberto das 08h às 17h00, para vacinas contra Febre Amarela

, ,

Secretaria de Assistência Social promove dia do Idoso

O Conselho Municipal do Idoso – CMI, em parceria com a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Jarinu, promoverá na próxima terça-feira, dia 26 de setembro, no Centro de Convivência do Idoso – CCI, a Comemoração do Dia Nacional do Idoso. O dia que é uma conquista prevista na Lei 11.433 de 26/12/2006, em razão do seu estatuto, e pretende atrair dezenas de idosos para participarem.

As comemorações terão início às 08h30 com recepção da população, em seguida, às 09h acontece apresentação teatral, às 09h30 roda de conversa e às 10h30 encerramento com Café comemorativo.

Para a Presidente do Conselho Municipal do Idoso – CMI – de Jarinu,  é importante que todos possam participar, principalmente a Terceira Idade. O Dia é comemorativo ao Idoso, quanto mais idoso estiver participando o resultado esperado é maior.

Confira programação Semana do Idoso ► SEMANA DO IDOSO

,

Campanha de Multivacinação começou na segunda-feira (11)

Dia D de Vacinação será neste sábado, 16 de setembro.

 Desde a última segunda-feira, dia 11, os postos do programa Estratégia de Saúde da Família, dos bairros Maracanã, Nova Trieste, Vila Primavera e Campo Largo, além do Ambulatório Central (antiga Unidade Mista de Saúde), de Jarinu, deram início a Campanha de Multivacinação 2018. O objetivo é a atualização da Caderneta de Vacinação da criança e do adolescente. A Campanha será encerrada em 22 de Setembro.

De acordo com o Secretário de Saúde de Jarinu, Antenor Gomes Gonçalves, os pais ou responsáveis devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima de casa e não pode esquecer de levar a caderneta de vacina. “É importante que estejam todos com a carteirinha de vacinação, para que seja feita – além do controle – a atualização dos dados da criança e do adolescente”. Gonçalves também frisou que a Campanha abrange crianças de 0 a menores de 5 anos e adolescentes de 9 a menores de 15 anos de idade.

O “Dia D” de mobilização será no sábado 16 de setembro, quando todas as unidades de saúde do Programa Estratégia de Saúde da Família estarão das 8h às 17h.

“Todas as vacinas são importantes. A população precisa ter consciência disso e levar as crianças e adolescentes para tomarem a dose no período correto. Quem não puder ir durante a semana poderá comparecer no sábado, 16. A carteirinha de vacinação tem que estar sempre atualizada”, finalizou Antenor Gomes Gonçalves, secretário de Saúde de Jarinu.

,

Prefeitura inicia vacinação de cães e gatos dia 19 de agosto

Equipe da Vigilância se dividirá em seis equipes nos dias 19 e 26 de agosto.

A equipe da Vigilância e Saúde de Jarinu vai iniciar no próximo sábado, dia 19 de agosto, a vacinação Antirrábica obrigatória para cães e gatos, e prossegue no dia 26, quarto sábado do mês, em outros pontos da cidade.

A meta de vacinação para esse ano é de que 6000 animais sejam vacinados entre a zona urbana e rural do município. A vacinação será feita em pontos estratégicos para que nenhum morador deixe de levar seu animal de estimação no dia indicado.

O calendário de vacinação estará disponível no site (www.jarinu.sp.gov.br) e nas redes sociais da Prefeitura. Além disso, panfletos e folders com dias e horários também estão sendo distribuídos pela Equipe de Vigilância. Mais informações (11) 4016-5917

O QUE É?

A raiva é uma zoonose causada por vírus, que é transmitida ao homem por animais mamíferos. É uma doença mortal para os animais e seres humanos. No Brasil, a raiva humana ainda faz vítimas, representando um sério problema de saúde pública. No Estado de São Paulo, todos os anos, cerca de 50 a 60 mil pessoas são atacadas por animais. A transmissão da raiva acontece quando um animal infectado deposita o vírus existente em sua saliva em ferimentos e mucosas de pessoas, através de mordidas, arranhões ou lambidas.

SINAIS INDICATIVOS DA RAIVA ANIMAL

Mudança de comportamento, tornam-se agressivos, mordem pessoas e objetos, ou ficam tristes, procurando lugares escuros. Ficam de boca aberta, com baba.

O QUE FAZER QUANDO AGREDIDO POR ANIMAL

Lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Serviço de Saúde mais próximo. Não matar o animal, e sim, deixá-lo em observação durante 10 dias, recebendo água e alimentação normalmente (mesmo se ele for vacinado), para que se possa identificar qualquer sinal indicativo de raiva. O animal deverá ficar em local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas e animais.

, , , ,

Semana do Bebê encerra neste sábado na Praça da Matriz

Com abertura oficial na segunda-feira, dia 31 de Julho, no Paço Municipal de Jarinu, a 6ª Semana do Bebê trouxe para pais, crianças e todos os familiares diversas atividades lúdicas com o objetivo de sensibilizar toda a sociedade com relação aos cuidados com as crianças, da gestação até a adolescência.  Além de ser uma oportunidade de envolver vários segmentos para a reflexão sobre todas as questões envolvidas na temática de cuidar com responsabilidade e carinho dos bebês e respeitar sua infância.

A Semana do Bebê faz parte do Programa Primeiríssima Infância, desenvolvido pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e pela Prefeitura Municipal de Jarinu, por meio das secretarias de Educação, Desenvolvimento Social e Saúde.

Para Prefeita Eliane Lorencini o projeto que começou em 2012 se mantém funcionando até agora porque é algo concreto que traz benefícios para todos. “Não estamos na gestão para acabar com projetos de um ou de outro prefeito que já passou. O que é bom para a população precisa continuar e esse projeto, que começou em 2012, certamente se perpetuará no município”.

Durante a Semana do Bebe as UBS e escolas municipais realizaram atividades com palestras, higiene bucal, corridas de saco, brincadeiras, contação de histórias, danças com bebês, pintura fácil, e orientação para mães e pais sobre os cuidados com a criança.

ENCERRAMENTO

No sábado, dia 05 de agosto, na Praça da Matriz, ocorre o encerramento da 6ª Semana do Bebê de Jarinu, com atividades gratuitas para toda população. De acordo com a articuladora do Programa em Jarinu, Maria Teresa, haverá informações sobre saúde, atendimento educacional especializado, informações sobre APAE, brincadeiras com corda, amarelinha, desenhos, além do espaço lúdico com massinhas, desenhos, roda de música e pintura facial.

A programação continua às 09h30 com aula de zumba, para fortalecimento do esportivo, em seguida, às 10h00, danças circulares, e às 11h00 teatro infantil.

SEMANA REGIONAL

Ainda na segunda-feira, dia 31, no Teatro Polytheama, em Jundiaí, aconteceu a abertura Regional da Semana do Bebê, com participação e apresentação especial do grupo Amira Dança e Movimento e Baby Fusion, além de palestra com o psiquiatra da infância, Gustavo Estanislau.

Participaram do evento, a Prefeita Eliane Lorencini, o secretário de Saúde, Antenor Gonçalves, articulares do Programa em Jarinu, colaboradores da secretaria de Desenvolvimento Social, Saúde, Educação, Cultura, além dos agentes comunitários de saúde da cidade.