, ,

Prefeitura de Jarinu implanta o Plano Emergencial de Atenção e Combate à COVID-19

Com o agravamento da pandemia, e com as medidas mais severas impostas pela Fase Emergencial, e ainda, diante da preocupação com o aumento do movimento para o interior de pessoas vindas da cidade de São Paulo devido ao “feriadão”, a Prefeitura de Jarinu criou ações que visam proteger a cidade, inibir a circulação e propagação do coronavírus, além de cuidar das pessoas mais afetadas pelos desdobramentos das ações de proteção a COVID-19.

O Plano Emergencial de Atenção e Combate à COVID-19 engloba um esforço de todas as Secretarias e Departamentos da Prefeitura de Jarinu.

 

O que funciona com as novas medidas, a partir desta sexta-feira, 26 de março

APENAS COMÉRCIOS ESSENCIAIS podem ficar abertos com atendimento presencial:

  • farmácias e serviços de saúde
  • supermercados, mercados e padarias (mas sem consumo no local)

Demais comércios, incluindo restaurantes, somente com entrega em casa ou drive-thru (retirada sem sair do carro)

IMPORTANTE: PROIBIDA A VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, em todos os estabelecimentos comerciais, inclusive mercados, nos dias 26, 27 e 28 de março e 02, 03 e 04 de abril, durante as 24 horas dos dias, e de 29 de março a 01 de abril, entre 20h e 05h.

APENAS SERVIÇOS ESSENCIAIS podem funcionar:

  • abastecimento e logística
  • construção civil
  • segurança

SUSPENSAS:

  • feiras livres
  • feiras de artesanato e similares
  • atividades de comércio ambulante de qualquer natureza

HOTELARIA deve respeitar capacidade reduzida em 40%, bloqueios em áreas comuns, áreas de lazer fechadas e refeições somente no quarto.

 

ATENÇÃO MORADORES DE CHÁCARAS E SÍTIOS:

  • proibido alugar seus imóveis para temporada, festas e eventos (a partir de 26 de março de 2021)
  • proibido promover festas e aglomerações

 

ATENÇÃO TODOS MORADORES DE JARINU:

  • proibido promover reuniões entre amigos e familiares, que agrupe mais de 10 pessoas

 

PUNIÇÕES E MULTAS: Para todos os detalhes, que incluem responsabilização junto a autoridades policiais e autuação com multas, veja o Decreto nº 3135/21

 

E o que a Prefeitura de Jarinu está fazendo nesse pico da pandemia?

Ações na Saúde:

  • Ampliação de leitos regionais de referência para enfermaria e UTI COVID-19 no Hospital de Clínicas, através de consórcio com Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista
  • Criação e sanção de Lei para participação no Conectar – Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, para busca de outras fontes de recebimento de vacinas, visando ampliar a aplicação de doses e agilizar a imunização dos moradores de Jarinu
  • Descentralização da vacinação para Unidades de Saúde, perante agendamento, para evitar aglomeração e longas filas de espera
  • Implantação de 2 UBS sentinelas (Maracanã e Nova Trieste) para atendimento à COVID-19 ainda no mês de abril
  • Formulação de protocolo clínico para atendimento COVID-19 na Unidade Mista de Saúde (com qualificação técnica Dr. Fernando Max – infectologista e Diretor técnico SS).
  • Reabilitação Respiratória: Implantação de assistência em fisioterapia respiratória na Unidade Mista de Saúde e de Reabilitação Respiratória pós COVID-19 no Centro de Reabilitação
  • Saúde Mental: abertura de salas terapêuticas virtuais (grupos); rodas de conversa para apoio aos trabalhadores da saúde em sofrimento mental.

 

Ações de Combate à Aglomeração e Festas

  • Barreiras na entrada dos principais bairros de chácaras, no final de semana e feriado, para controle de fluxo e restrição apenas a moradores
  • Intensificação de rondas ostensivas, triplicando o número de efetivos da Guarda Civil Municipal nas ruas aos finais de semana, junto às equipes do Trânsito e Defesa Civil
  • Monitoramento aéreo com drone
  • Apoio do Gabinete de Gestão Integrada em ações de fechamento de festas clandestinas
  • Ampliação do disk denúncias, via 153, 24 horas por dia

 

Ações de Impacto Social

  • Parceria com Estado e Via Rápida para oferecer cursos com bolsa-auxílio
  • Entrega de cestas básicas em domicílio para assistidos pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, com ampliação do cadastro de pessoas em vulnerabilidade