,

Alunos do curso de teatro apresentaram A Gaivota

Neste ano mais de 60 alunos se beneficiaram com as aulas de teatro sendo o curso com maior número de vagas e aulas oferecido pela Prefeitura.

Mais uma releitura de sucesso foi interpretada, na última sexta-feira, dia 29, pelos alunos do curso de teatro oferecido pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, de Jarinu, no Salão Paroquial Nossa Senhora do Carmo.

Dessa vez os alunos atores subiram ao palco para apresentarem a peça A Gaivota, do dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860-1904). A peça foi concebida pelo autor como uma comédia, mas ela foi interpretada e é tida por alguns como um drama ou uma tragédia. O próprio Tchekhov chamou-lhe “uma comédia, três papéis de mulher, seis para homens, quatro atos, uma paisagem (vista para um lago), muitas conversas sobre a literatura, um pouco de ação, um toque de amor”.

Dirigida por Daniel Di Sevo, A Gaivota levou o público à verdadeira essência do amor em seus diversos sentidos, através do seu realismo voraz, que toca a plateia de maneira sublime e arrebatadora.

A Prefeita Eliane Lorencini, acompanhada do vice Prefeito Cláudio Catroque, prestigiou a encenação dos alunos atores. “É uma alegria ver o resultado e o envolvimento deles. No próximo ano esperamos muito mais”, salientou. Rodrigo Batistel, presidente da Câmara também prestigiou a Peça e aplaudiu os alunos.

Fabiana Garutti, secretária de Assistência Social também parabenizou toda equipe. “Só temos a agradecer pelo trabalho que foi realizado com esses alunos. Conseguimos levar as aulas para algumas escolas, além de oferecê-la no Centro, e hoje vemos o resultado. Estão de parabéns”, finalizou.

Para participar das aulas de teatro procure pelo CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, na Rua Dr Arthur Bernardes, 85 – Centro, ao lado do salão Adonai, ou ligue (11) 4016-5634

DIREÇÃO

O diretor Daniel Di Sevo começou sua jornada no teatro em 1998. Estudou na Escola de Atores Wolf Maia, em São Paulo, uma das mais renomadas do país, e ganhou duas moções de aplausos nos anos 2005 e 2016, pela peça Jardim das Rosas Vermelhas, vencedora do Festival da Escola da Família, em 2005, representando o município de Jarinu. Especialista no método Stanislaviski, possuí abrangência de conhecimento no método da palavra, expressão vocal e expressão corporal.