Após reconstrução Praça da Matriz de Jarinu será aberta neste sábado (14)

A Prefeitura de Jarinu marcou para sábado, dia 14, a inauguração da reconstrução da Praça da Matriz Nossa Senhora do Carmo, no Centro, devastada pelo tornado em junho de 2016.

“Foram quase dois anos de espera, mas neste sábado entregaremos a parte de baixo da Praça totalmente reconstruída. O projeto foi feito na antiga gestão, e teve alguns ajustes executados pelos engenheiros e arquitetos voluntários garantindo acessibilidade, lazer e a convivência de todos”, disse Eliane Lorencini, prefeita.

 

 

 

 

 

 

 

Seguindo o que há de atual em arquitetura e paisagismo a nova Praça contará com 5 mudas de palmeiras, 21 mudas de árvores, 33 arbustos, 194 flores variadas, 20 bancos, playground para as crianças e academia ao ar livre, além de contar com banheiros masculino, feminino, para portadores de necessidades especiais e banheiro família, totalizando 2300 m² de área recuperada.

RELEMBRE

Em Junho de 2016 o município foi manchete nos noticiários regionais e nacionais devido a um tornado, com micro explosões que atingiu várias partes da cidade, entre eles a parte de baixo da Praça Nossa Senhora do Carmo, cartão postal de Jarinu, arrancando árvores centenárias. Na época o ex-governador Geraldo Ackimin esteve na cidade para manifestar ajuda. Foi feito um mutirão para reconstrução de casas, liberação de FGTS, mas a Praça foi deixada de lado.

“Em outubro de 2016 foi liberado recursos para reforma da Praça pelo Ministério de Integração Nacional – Secretaria Nacional de Defesa Civil, a partir disso, só em dezembro a licitação foi aberta, porém não era o mesmo projeto apresentado pelos arquitetos e engenheiros voluntários, o que causou a suspensão e a impugnação pelo Tribunal de Contas”, disse Eliane Lorencini.

A Prefeita destacou, ainda, que a partir de Janeiro ao assumir a gestão colocou como prioridade localizar a documentação, porém não sendo encontrada precisou ir até o Ministério, em Brasília, para, junto com os funcionários levantar os processos que foram enviados, trazendo-os para Jarinu, para que fosse possível análise e revisão por parte dos arquitetos e engenheiros voluntários, adequando-o ao projeto inicial apresentado por elas em 2016.

Ainda de acordo com o Executivo, em 03 de Março, foi publicado um novo edital, posteriormente em 24 de março ocorreu à nova licitação. Passados todas as fases de recursos e interpelações, no dia 12 de Abril foi assinado contrato com a empresa ganhadora do processo licitatório, e no dia 18 de Abril toda documentação, com assinaturas necessárias, foi protocolada, pessoalmente, em Brasília, no Ministério de Integração Nacional.

Após várias reuniões o projeto foi liberado pelo Ministério da Integração Nacional – através da Secretaria de Defesa Civil, sendo autorizado à liberação do recurso em 02 de Agosto, através da Portaria n.º 371/17, publicada no Diário Oficial da União – seção I em 03 de Agosto de 2017. A obra teve início em 15 de agosto de 2017, com prazo de seis meses para término, mas devido às intervenções climáticas precisou ser aditada e prorrogada, sendo entregue neste sábado, dia 14 de Abril de 2018.