Secretaria de Desenvolvimento Social de Jarinu tem cursos para geração de renda

Através do crochê alunas podem gerar renda e ajudam na ação social.

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, da Prefeitura de Jarinu, tem uma vasta relação de cursos que são destinados para a população, em suas diversas faixas etárias, e gostos, entre eles cursos que podem ser utilizados para gerar renda.

Para Fabiana Garutti, secretária de Assistência Social de Jarinu, o objetivo de todos os cursos é proporcionar, ao aluno, que ele possa gerar ou aumentar a sua renda produzindo o que aprendeu.

“Temos uma lista com diversos cursos para várias idades. Nosso foco é a geração de renda. O aluno chega, faz o curso e depois ele pode fazer em casa com materiais que não gasta muito para comprar, e reverter em renda para ele e sua família, como o curso de crochê que além de gerar renda também estamos promovendo uma ação social”, disse a Secretária.

Após o término e confecção das peças em crochê a Secretaria de Assistência fará a doação dos kits para bebês as mães que realmente estão precisando. “É uma forma de contribuir e praticar, sempre, a ação social, para o próximo”, finalizou Fabiana.

CURSOS

Os cursos oferecidos pelo CRAS, através da Secretaria, além das aulas de crochê, que ocorrem as segundas-feiras, das 08h às 10h e das 10h às 12h, são: Arraiolo, Bordado, Crochê, Coral infantil, jovem e adulto, Dança de Rua, feltro, massas italianas, padaria artesanal, pintura em tecido, pintura em MDF, violão, teatro, corte e costura, além de Yoga, Dança Circular, Roda de Conversa, Judô e Capoeira.

INSCRIÇÕES

As inscrições são feitas no CRAS – que fica na Rua Arthur Bernardes, 85 – ao lado do salão Adonai, no Centro. Telefone para contato (11) 4016-5436.

Alunos do curso de Teatro da Prefeitura apresentaram O Auto da Compadecida

Releitura da peça trouxe muita comédia e reflexão para um público de 350 pessoas

Os alunos do curso de teatro da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, da Prefeitura de Jarinu, apresentaram no sábado, dia 26, no Salão Paroquial Nossa Senhora do Carmo, Centro, uma releitura da peça “O Auto da Compadecida”, dirigida e escrita por Daniel Di Sevo.

No decorrer da peça os alunos atores mostram um pouco sobre as aventuras de João Grilo e Chicó, dois nordestinos pobres que viviam de golpes para sobreviver, enganando o povo de um pequeno vilarejo no sertão da Paraíba, inclusive o temido cangaceiro Severino de Aracaju, que os perseguia pela região.

Com um misto de religiosidade, comédia e emoção, somente com o aparecimento de Nossa Senhora foi que Chicó conseguiu ser absolvido de suas trapalhadas.

O evento contou com um público de aproximadamente 350 expectadores que puderam prestigiar a desempenho dos alunos atores, além da Secretária de Assistência Social, Fabiana Garutti, que destacou a importância do curso de teatro para sociedade jarinuense. “As aulas ajudam na socialização, no convívio com o outro, na leitura e interpretação. Parabenizo a todos”. O vice-prefeito Cláudio Catroque também compareceu, representando a prefeita Eliane Lorencini, e parabenizou a todos.

PROXIMAS APRESENTAÇÕES.

As apresentações acontecem no Salão Paroquial Nossa Senhora do Carmo, que fica na Avenida da Saudade, Centro, às 20h30. As peças são apresentadas por adolescentes, jovens, adultos e idosos com classificação mínima de 10 anos.

No dia 30 de Novembro os alunos atores apresentam a peça “A Gaivota: amor incondicional”, às 20h30, com classificação de 14 anos.

Encerrando as apresentações, no dia 06 de Dezembro, será apresentado o clássico Alice no País da Maravilha, às 19h, com classificação livre. Assim como as anteriores a peça será encenada pelas crianças e adolescentes.

,

Dançando para vida reuniu dezenas de pessoas na Praça da Matriz

Em parceria com a Secretaria de Saúde, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social realizou nesta quarta-feira, dia 16, na Praça da Matriz, o projeto Dançando para vida, com o tema “Dança Rosa”, em comemoração ao Outubro Rosa, mês de conscientização contra o câncer de mama. Na ocasião o evento contou com a presença da Prefeita Eliane Lorencini e da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria de Fátima de Moura Lorencini.

Eliane Lorencini, prefeita, aproveitou o momento para agradecer a participação das mulheres e alertou que os homens também precisam se prevenir. “Hoje o homem também esta sujeito a ter, mesmo que numa parcela bem menor, um diagnóstico positivo para o câncer de mama, por isso é necessário à prevenção”, lembrou.

Sob a direção da professora Zuleika Oliveira as mulheres e os homens que compareceram dançaram nove músicas e, depois, se abraçaram e tiveram oportunidade de trocar informações. No final houve distribuição de panfletos e abanadores com explicações de como se prevenir.

O que é o Outubro Rosa?

O Outubro Rosa é comemorado todos os anos no mundo inteiro. O nome da campanha refere-se à cor rosa do laço que simboliza mundialmente a luta contra o câncer de mama estimulando a participação da população e das unidades de saúde no combate à doença.

Como é possível descobrir a doença cedo?

Por meio da realização de alguns exames, principalmente do exame clínico das mamas e da mamografia. Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve realizar o exame clínico das mamas e mamografia anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia mesmo que não tenha sintomas. O risco de câncer de mama aumenta com a idade e o diagnóstico precoce aumenta a chance de cura do câncer de mama.

O que é o exame clínico das mamas?

É o exame em que o médico ou enfermeiro observa e apalpa as mamas de sua paciente na busca de nódulos ou outras alterações.

Segundo o Instituto do Câncer, em 2018 há estimativa de 59.700 novos casos. Já o número de mortes, em 2013, foi de 14.388 sendo 181 homens e 14.206 mulheres.

O Câncer de Mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce

Assistência Social divulga calendário de apresentações das peças interpretadas pelos alunos do curso de Iniciação Teatral

O curso de Iniciação Teatral, oferecido pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, da Prefeitura de Jarinu, para crianças, adolescentes, adultos e idosos realizará apresentação de três peças teatrais.

Durante as aulas, os alunos, aprendem diversas atividades e benefícios, como a melhora na socialização, melhora na memória, leitura e interpretação,  melhora na autoestima, além da ajuda no trabalho em equipe.

As apresentações ocorrerão no Salão Paroquial Nossa Senhora do Carmo, que fica na Avenida da Saudade, Centro. A primeira apresentação acontece no sábado, 26 de outubro, com o Auto da Compadecida, às 20h30, após a Santa Missa. A peça é realizada por adolescentes, jovens, adultos e idosos com classificação mínima de 10 anos. No dia 30 de Novembro os alunos atores apresentam a peça “A Gaivota: amor incondicional”, às 20h30, com classificação de 14 anos.

Encerrando as apresentações, no dia 06 de Dezembro, será apresentado o clássico Alice no País da Maravilha, às 19h, com classificação livre. Assim como as anteriores a peça será encenada pelas crianças e adolescentes.

Assistência Social e Saúde realizam Dança Rosa contra o Câncer de Mama, na quarta, dia 16.

A próxima quarta-feira, dia 16, às 09h, é o Dia de se vestir contra o contra o Câncer de Mama. Esse é o objetivo das secretarias municipais de Assistência Social, em parceria com a Saúde e os agentes comunitários das UBS’s de Jarinu.

O evento, intitulado Dança Rosa, será realizado pela professora e psicóloga Zuleika Oliveira, que já trabalha com os idosos na cidade, e é uma das responsáveis pelo Instituto Vida Mais Viva e pelo Grupo em Apoio as Pessoas com Câncer – Santosha.

Para participar não é preciso saber dançar. O encontro promoverá a união entre as pessoas que – ao darem as mãos, – estarão no mesmo ritmo, na dança circular. Ela é feita para todas as idades, basta ir apenas trajando uma peça cor de rosa.

Secretaria de Assistência Social divulga programação das peças interpretadas pelos alunos do curso de Iniciação Teatral.

O curso de Iniciação Teatral, oferecido pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, para crianças, adolescentes, adultos e idosos realizará apresentação de três peças teatrais.

Durante as aulas, os alunos, aprendem diversas atividades e benefícios como a melhora na socialização, melhora na memória, leitura e interpretação,  melhora na autoestima, além da ajuda no trabalho em equipe.

As apresentações ocorrerão no Salão Paroquial Nossa Senhora do Carmo, que fica na Avenida Da Saudade s/n, nos sábados, 26 de outubro com o Auto da Compadecida, às 20h30, após a Santa Missa. A peça é realizada por adolescentes, jovens, adultos e idosos com classificação mínima de 10 anos. No dia 30 de Novembro os alunos atores apresentam a peça “A Gaivota: amor incondicional” às 20h30, após a santa Missa, com classificação de 14 anos.

Encerrando as apresentações no dia 06 de Dezembro, será apresentado o clássico Alice no País da Maravilha, às 19h, com classificação livre. Assim como as anteriores a peça será encenada pelas crianças e adolescentes.

,

Conselho Tutelar e MP divulga resultado da eleição para Conselheiro Tutelar

O Conselho Municipal da Criança e do Adolescente – CMDA, juntamente com o Ministério Público, tornam público, após conferência, resultado da eleição para Conselheiro Tutelar realizada nesse domingo, dia 06/10/2019 para o próximo pleito.

,

CMDCA divulga Resolução 007/2019 que dispõe sobre alteração do cronograma do processo eleitoral do Conselho Tutelar

RESOLUÇÃO 007/2019

DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO DO CRONOGRAMA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO TUTELAR

GESTÃO 2020 A 2023

CLIQUE PARA ABRIR

12ª Conferência Municipal de Assistência Social discutiu Direitos do Povo

O Conselho Municipal de Assistência Social de Jarinu, em parceria com a Prefeitura de Jarinu e a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, realizou na manhã da sexta-feira, dia 27, a XII Conferência Municipal de Assistência Social.

A Conferência teve como tema principal “Assistência Social: Direitos do Povo com financiamento público e participação social”, com o objetivo de propor e deliberar, com base na avaliação local, as diretrizes para gestão e financiamento do Sistema Único da Assistência Social, reconhecendo a corresponsabilidade de cada ente federado.

Para secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Jarinu, Fabiana Garutti, a participação da comunidade ajuda a melhorar cada vez mais os serviços prestados a população. “Com a participação da população as melhorias acontecem. Nós temos alguns projetos, mas a população precisa participar, se engajar e nos ajudar”, disse.

Eliane Lorencini, prefeita de Jarinu, também marcou presença e destacou a importância da presença da gestão nas conferências. “Estamos sempre presentes. O Executivo esta de portas abertas para ouvir a população e, nessas Conferências, em que todos podem participar, a comunicação melhora cada vez mais. Estão todos de parabéns”, frisou.

Durante a manhã da sexta-feira o Conselho, juntamente com o público presente, discutiu três eixos, sendo o Eixo I – Assistência Social é um direito do cidadão e dever do Estado; Eixo II – Financiamento do SUAS – Sistema Único de Assistência Social, e Eixo III – Democracia e Controle Social no SUAS.

Após a Conferência houve votação do colegiado que representará o município na fase Regional e, depois, Estadual.

12ª Conferência Municipal de Assistência Social de Jarinu discutiu Direitos do Povo

O Conselho Municipal de Assistência Social de Jarinu, em parceria com a Prefeitura de Jarinu e a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, realizou na manhã da sexta-feira, dia 27, a XII Conferência Municipal de Assistência Social.

A Conferência teve como tema principal “Assistência Social: Direitos do Povo com financiamento público e participação social”, com o objetivo de propor e deliberar, com base na avaliação local, as diretrizes para gestão e financiamento do Sistema Único da Assistência Social, reconhecendo a corresponsabilidade de cada ente federado.

Para secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Jarinu, Fabiana Garutti, a participação da comunidade ajuda a melhorar cada vez mais os serviços prestados a população. “Com a participação da população as melhorias acontecem. Nós temos alguns projetos, mas a população precisa participar, se engajar e nos ajudar”, disse.

Eliane Lorencini, prefeita de Jarinu, também marcou presença e destacou a importância da presença da gestão nas conferências. “Estamos sempre presentes. O Executivo esta de portas abertas para ouvir a população e, nessas Conferências, em que todos podem participar, a comunicação melhora cada vez mais. Estão todos de parabéns”, frisou.

Durante a manhã da sexta-feira o Conselho, juntamente com o público presente, discutiu três eixos, sendo o Eixo I – Assistência Social é um direito do cidadão e dever do Estado; Eixo II – Financiamento do SUAS – Sistema Único de Assistência Social, e Eixo III – Democracia e Controle Social no SUAS.

Após a Conferência houve votação do colegiado que representará o município na fase Regional e, depois, Estadual.