Grupo Stella Bianca faz apresentação em Belo Horizonte

Tradição da Pisa da Uva foi encenada pelos integrantes durante quatro vezes no evento

 Representando o município de Jarinu e a cultura ítalo-brasileira o Grupo Folklorístico Stella Bianca esteve, pela terceira vez, na capital mineira, em Belo Horizonte, no último final de semana, 14 e 15 de setembro, para participação na 13ª edição da Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte, que é considerada a maior festa da imigração fora da Itália.

A novidade para os mineiros, levada pelo Grupo de Jarinu foi à Pisa da Uva, além das danças típicas. “O presidente da Acibra pediu que levássemos a tradição da Pisa da Uva e assim dizemos. Foi muito bacana, pois – como em vários lugares – muitos não conheciam a maneira, como nossos antepassados, produziam o vinho”, disse Jederson Machado, diretor do Grupo.

O evento típico, mesmo saindo da Savassi para alguns quarteirões da Avenida Getúlio Vargas, ganhou um traçado mais plano e um palco maior, além de proporcionar o aumento no número de barracas típicas.

“Com esse evento conseguimos movimentar a economia. Essa festa é tão querida pelo belo-horizontino porque é um evento familiar, as pessoas se sentem à vontade. Conseguimos gerar empregos, garantir segurança, além de ser totalmente filantrópico, pois arrecadamos doações de alimentos. Em 12 anos de festa já arrecadamos 260 toneladas de alimentos que foram distribuídas para 12 instituições”, afirma o vice-presidente e gestor da festa desde a sua criação, Giorgio Colina, integrante da Associação de Cultura Ítalo-Brasileira de Minas Gerais (Acibra MG).

“Agradecemos todo o apoio da Prefeitura de Jarinu, da Secretaria de Esportes e da Educação por acreditarem – sempre – que é possível manter acesa a chama da cultura e o resgate das tradições. Somos gratos sempre, pois sem apoio, sem união ninguém consegue fazer nada”, finalizou Jederson Machado.