Jarinu recebeu peça teatral O Casamento de Maria Feia

Maria Feia, a mulher que ninguém queria namorar, chegou a Jarinu no sábado, dia 10, atrás de um pretendente, já que o Zé das Baratas não queria nem papo com ela. Junto com ela também estavam seu pai, Lamparina, e sua futura cunhada Matilde, que durante uma hora e trinta minutos de espetáculo arrancaram gargalhadas do público.

Vindos direto do nordeste, para São Paulo, a peça, encenada pela Cia Galhofeiros, e inspirada no teatro da literatura de cordel, que é a legítima expressão popular da cultura brasileira, trouxe como pano de fundo a história entremeada nos dramas e peripécias de um casal, que após muita confusão, no serão nordestino, tentam se casar.

“Ficamos lisonjeados com a presença desses maravilhosos atores aqui em nossa cidade. Espero que venham mais vezes, com mais peças de teatro, trazendo sempre alegria para o nosso povo”, disse Eliane Lorencini, prefeita de Jarinu.

Para o vice-prefeito, Cláudio Catroque, teatro é algo que todos deveriam valorizar, e a administração tem feito isso, mostrando que esta empenhada – cada vez mais – na valorização da cultura.

E quem ficou curioso se Maria Feia casou com o Zé das Baratas terá que assistir a peça, o que podemos adiantar é que terá muita risada, e o principal: Não existe mulher feia!

GALERIA DE FOTOS DA PEÇA TEATRAL