Outubro Rosa foi encerrado com “Roda de Dança Rosa” na Praça da Matriz

Em parceria com a Secretaria de Saúde, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, também com a ajuda da Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer, realizou na quarta-feira, dia 31, na Praça da Matriz, o encerramento do Outubro Rosa, mês de conscientização contra o câncer de mama. Na ocasião o evento contou com a presença da Prefeita Eliane Lorencini e da secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fabiana Garutti.

“Para nós é motivo de orgulho proporcionar esse tipo de evento que levamos, em parceria com a Saúde, para os bairros durante todo o mês de Outubro, e hoje finalizamos com todo esse pessoal aqui na Praça”, disse Fabiana Garutti.

Eliane Lorencini também aproveitou o momento para agradecer a participação das mulheres e alertou que os homens também precisam se prevenir. “Hoje o homem também esta sujeito a ter, mesmo que numa parcela bem menor, um diagnostico positivo para o câncer de mama, por isso é necessário à prevenção”, lembrou.

Sob a direção da professora Zuleika Oliveira as 52 mulheres que compareceram ao encerramento dançaram, se abraçaram e tiveram oportunidade de trocar informações. No final houve distribuição de panfletos e abanadores com explicações de como se prevenir.

O que é o Outubro Rosa

O Outubro Rosa é comemorado todos os anos no mundo inteiro. O nome da campanha refere-se à cor rosa do laço que simboliza mundialmente a luta contra o câncer de mama estimulando a participação da população e das unidades de saúde no combate à doença.

Como é possível descobrir a doença cedo?

Por meio da realização de alguns exames, principalmente do exame clínico das mamas e da mamografia. Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve realizar o exame clínico das mamas e mamografia anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia mesmo que não tenha sintomas. O risco de câncer de mama aumenta com a idade e o diagnóstico precoce aumenta a chance de cura do câncer de mama.

O que é o exame clínico das mamas?

É o exame em que o médico ou enfermeiro observa e apalpa as mamas de sua paciente na busca de nódulos ou outras alterações.

Segundo o Instituto do Câncer, em 2018 há estimativa de 59.700 novos casos. Já o número de mortes, em 2013, foi de 14.388 sendo 181 homens e 14.206 mulheres.

O Câncer de Mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.

Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

Fonte: Ministério da Saúde – Instituto Nacional do Câncer (INCA)  

GALERIA DE FOTOS